Norte Neuquino

A paisagem e a natureza do norte neuquino possuem atrações que merecem ser visitadas, várias estão dentro de Áreas Naturais Protegidas, outras na imensidão de suas trilhas, e tudo isto na travessia que nos depara a majestosa cordilheira do Vento e os pitorescos povoados que podem ser visitados também. 

O roteiro proposto dura cerca de cinco dias, tendo como berço a cidade de Neuquén (caso a chegada seja via aérea) e iniciando o percurso na cidade de Chos Malal. Lá, é possível percorrer o centro histórico, conhecendo suas antigas construções, museus e casas da primeira capital Neuquina. Um passeio pela beira do Rio Neuquén e uma visita ao Museu Casa Dewey são algumas das alternativas sugeridas. O Museu albergava um antigo armazém de secos e molhados, que ainda guarda em seu interior valiosos objetos, quando a cidade passou a ser o centro comercial daquela região inteira, desde sua fundação em 1887.

A próxima parada – bem perto dali – será em Huinganco. Recomenda-se uma visita ao viveiro florestal e ao Museu da árvore e da madeira, onde estão expostos troncos petrificados, uma variedade de madeiras da região e trocos de ciprestes de 1200 anos. É possível chegar até Charra Ruca, uma pequena paragem a 4 km desta  cidade,  onde é possível desfrutar de cascatas, vertentes e montanhas, conhecendo ao mesmo tempo a história deste lugar e os artesanatos típicos da zona.

Seguindo o roteiro sugerido, chega-se a Andacollo, um povoado rodeado de vales, montanhas e colinas como a do Huaraco ou Centinela, ideais para percorrer a pé ou de bicicleta. Para poder apreciar uma bela vista deste lugar, a sugestão é subir até o mirante “De la repetidora” ou o do Cerro La Cruz. Nesta zona, o destaque é a Estância Chochoy Mallin, uma tradicional casa de campo rodeada de natureza nativa, onde é possível degustar seus sabores regionais e realizar atividades como pesca, cavalgadas e avistagem de aves, entre outras.

Depois, o percurso continua rumo a Las Ovejas para visitar o rio Nahueve e as  lagoas  de Epulafquen, uma reserva turística florestal de bosques sub antárticos, onde se destaca um bosque de carvalho pellín, estepes patagônicas e altoandinas. Perto dali, vale a pena fazer uma visita a Manzano Amargo, para conhecer a Cascata La Fragua.

No caminho a Varvarco, é preciso dar uma parada no Mirante la Puntilla, localizado  estrategicamente a uns 1.000 metros de altura, com seis plataformas de observação  unidas por uma passarela de madeira. Varvarco proporciona uma vista panorâmica privilegiada, de onde é possível apreciar a confluência dos rios Neuquén e Varvarco. Um contraste extraordinário entre dois cursos de água com suas cores totalmente diferentes que se unem para formar um novo rio. Varvarco é um lugar obrigatório para o visitante que quiser aceder à Área Natural Protegida Provincial Domuyo, criada para proteger e preservar as magníficas águas termais do sistema montanhoso e as espécies da flora e fauna que habitam lá. As termas de Aguas Calientes, a 2000 metros acima do nível do mar, de origem vulcânica, caracterizam-se pela presença de lodo estacionado e de águas alcalinas. Além disso, esta região surpreende qualquer turista, com seus  gêiseres jorrando de forma permanente uma coluna de água e vapor de mais de um  metro de altura, cuja temperatura pode atingir 85-90 graus. 

Em direção à área protegida, é possível fazer um descanso na paragem La Matancilla, onde se observam Los Bolillos: extraordinárias e caprichosas formações rochosas erodidas pela ação da natureza, com suas tonalidades avermelhadas e amarelas que contrastam com o rio Varvarco, destacando-se o grupo Los Monjes.

A pecuária ovina, bovina e caprina se pratica de maneira extensiva nesta região de Neuquén. Dentro da pecuária, destaca-se a criação de cabritos do norte neuquino, produto que obteve a Denominação de Origem (D.O.). A transumância é o método de criação ancestral do cabrito, que consiste em levar o gado para áreas de pastagens  durante o período estival. Na tradicional “Fiesta del Veranador”, comemorada no mês de janeiro, é feita uma merecida homenagem aos criadores que dedicam grande parte de suas vidas a esta atividade. O pastoreio dos animais para as “veranadas” constitui uma atividade vigente, captando o interesse dos visitantes para participarem desta apaixonante atividade e para colaborar nas tarefas que a envolvem.

Na região do norte neuquino, há três pousadas que pertencem à Província de Neuquén, com uma excelente infraestrutura e serviços, sendo  uma ótima opção de alojamento para completar a experiência.

Este circuito, termina na cidade de Neuquén a 400 km, ponto de referência por ser a  cidade mais próxima com conexão aérea.